Now Playing Tracks

“Tenho que pedir desculpas a mim mesmo por ter começado a escrever isso agora. Mas é que no fundo, por mais que eu tenha passado tanto tempo com medo de confessar, eu sinto falta. Não de nós, mas do que eu achava que éramos e do que eu achava que ainda viríamos a ser. Às vezes eu me pego lembrando de tudo e me inconformando com o fato de que poderia ter sido verdade. Poderia, não poderia? A gente podia ter sido feliz como eu era enquanto ainda não tinha caído na real. A gente poderia ter tido aquela história linda que todos sonhavam em ter. Aquelas palavras de “para sempre” poderiam realmente ter sido. Mas não pense que eu ainda sinto alguma coisa. E é exatamente isso que me revolta: saber que eu nunca mais vou conseguir sentir. Saber que eu nunca mais vou conseguir acreditar nas mesmas coisas, nem ter aqueles mesmos sonhos. Quem dera eu ainda sentisse. Pelo menos seria um sinal de que eu não fui tão destruído. Mas eu fui. E devo desculpas a mim novamente. Por ter constatado que as melhores coisas da vida não passam de uma ilusão. E que dói acordar de sonhos assim.”

 

— João Pedro Bueno

To Tumblr, Love Pixel Union